domingo, 27 de maio de 2018      04:01
Brasão de Tambaú
Câmara Municipal de Tambaú

PORTAL DO CIDADÃO | Câmara Municipal de Tambaú

datas importantes

loa 2018

loa 2018

convite ppa 2018 20221

novas fotos

projeto plano plurianual 2018

projeto lei 2018

ouvidoria

atas

licitaes

relatorio atividade

 

NEWSLETTER

Receba novidades em seu e-mail:



História - Tambaú

Índice do Artigo
História - Tambaú
Parte 2
Todas Páginas

Tambaú é nome de origem Tupi que quer dizer "Rio das Conchas" (Tamba-hy-rio das conchas). Tal designação foi consequência da identificação com que os Tambaú é nome de origem Tupi que quer dizer "Rio das Conchas" (Tamba-hy-rio das conchas). Tal designação foi consequência da identificação com que os índios nomeavam os lugares onde habitavam ou tinham sua região de caça ou pesca. O nome rio Tambaú adveio de tais circunstâncias de toda a extensão onde se localiza. O município de Tambaú seria um vasto campo de caça de alguma tribo. Objetos indígenas encontrados em locais da zona rural (pontas de lanças ou flechas, machadinhas, mão de pilão, e outros) confirmam essa hipótese, assim como as conchinhas bivalves, encontradas no leito arenoso do córrego Tambaú. Fundada em 27 de julho de 1886, foi elevada à condição de município em 20 de agosto de 1898. Seu desenvolvimento econômico teve inicialmente contribuição da monocultura da cana, a qual foi substituída pela monocultura do café. As lavouras de café foram se expandindo pelo sertão à dentro a custa das matas dizimadas. A Companhia Mogiana de estrada de ferro, acompanhou este surto atingindo finalmente Tambaú. O ciclo do café permaneceu propiciando grandes fortunas, e Tambaú se beneficiou deste surto. A região de Tambaú cobriu-se de lavouras com alta produtividade e a Mogiana incumbiu-se de levar o produto até Santos - SP. A área foi enriquecendo e em 1886 era elevado à condição de povoado, e em 1892, promovido à distrito de Paz, contando já com o embrião da futura cidade; médico, fábrica de cerveja, bar e bilhar, lojas e, prenunciando sua futura vocação: várias olarias. Finalmente um senhor, Capitão David de Almeida Santos, que ajudou a levar os trilhos da Mogiana até Tambaú, encantou-se com o local, lá fixando residência e lutando para que, finalmente, em 20 de agosto de 1898, Tambaú fosse desmembrada de Casa Branca e passasse a se constituir um novo município do Estado de São Paulo. Graças aos esforços do Capitão David, agora auxiliado por Alfredo Guedes, advogado ilustre, Deputado Estadual, Secretario da Agricultura do Governo de São Paulo e proprietário da Fazenda Santa Carolina em Tambaú, conseguiu que Bernardino de Campos, Presidente do Estado de São Paulo, assinasse no dia 20 de agosto de 1898 a Lei de nº 559 demarcando os limites e tomando as demais medidas administrativas para instalação do município de Tambaú, que veio a se efetivar em 15 de abril de 1899. Tambaú começava em condições propícias ao seu desenvolvimento. Terra fértil, extensas lavouras de café, razoável pecuária e o nosso bom e velho barro com excelentes olarias e progresso vertiginoso da indústria cerâmica. Até meados do século passado, esta foi uma das únicas fontes de riqueza do município e o processo de industrialização chegou à região através da implantação de algumas empresas do ramo de alimentos, metalurgia e minérios não metálicos. Estas indústrias absorveram contingentes de mão de obra não somente da cidade, como também de áreas vizinhas. O desenvolvimento da cidade passou a oferecer novos recursos econômicos, em 1905 instala-se a primeira cerâmica produzindo utensílios domésticos, utilizando-se da disponibilidade de argila local. Mas em 1917 foi fundada a primeira cerâmica de telha, foi o início da instalação do PÓLO CERÂMICO DE TAMBAÚ. No início do século, com a chegada dos imigrantes, fator primordial do progresso de nossa cidade, Tambaú recebeu um bom contingente de italianos, portugueses, espanhóis e sírio libaneses. A grande maioria fixou-se como colonos das lavouras de café, principalmente os italianos. Com os consequentes casamentos entre os filhos destes imigrantes europeus, juntaram suas forças na florescente indústria cerâmica de Tambaú, devido a excelente qualidade de nosso barro, aventurando-se nos primórdios da indústria cerâmica. Em pouco tempo, éramos o maior fabricante de telhas do País.



INFORMAÇÃO













Próxima
Sessão Ordinária

04/06/2018


projeto_visite_camara






Total de Acessos: 218.849
desde 11/08/2017

PORTAL DO CIDADÃO | Câmara Municipal de Tambaú | Voltar ao Topo

Rua Santo Antônio, Nº 102  CEP: 13.710-000 - Tambaú – SP Fones: (19) 3673-1701 / 3673-3601 

secretaria@camaratambau.sp.gov.br - Secretaria

ascom@camaratambau.sp.gov.br - Jornalismo

contabilidade@camaratambau.sp.gov.br - Contabilidade

CÂMARA MUNICIPAL DE TAMBAÚ
Todos os direitos reservados

Sites para Câmaras